domingo, 25 de julho de 2010

PLANTAS QUE CURAM

PLANTAS MEDICINAIS: SUBSTITUÍDAS
PELA BUSCA DO LUCRO



A fitoterapia (do grego fitos = planta), ou tratamento com plantas, é a mais antiga forma de medicina, praticada há milênios. No século 20, o desenvolvimento da indústria química, entretanto, trocou as plantas por remédios patenteados, baseados em um único princípio ativo (em geral isolado de plantas e depois produzido por síntese a partir de macromoléculas, como as do petróleo).
Muitas vezes nós saímos perdendo, pois as plantas chegam a reunir centenas de princípios ativos agindo em conjunto. As pessoas estão percebendo isso. A Alemanha, por exemplo, que é sede de multinacionais químicas, atualmente concentra muitos adeptos da fitoterapia.

QUEM RECEITA?
QUE PROFISSIONAIS PODEM INDICAR O USO

O farmacêutico Sérgio Panizza, presidente do Conselho Brasileiro de Fitoterapia (Conbrafito), explica que, além dos médicos fitoterapeutas, as plantas medicinais também podem ser prescritas por outros profissionais, de acordo com as orientações de seus conselhos de classe. É o caso de nutricionistas, dentistas, farmacêuticos, enfermeiros, terapeutas e naturólogos.




FORMAS DE USO
COMO EXTRARIR OS PRINCÍPIOS ATIVOS
As farmácias de fitoterápicos já vendem tinturas de plantas e possuem pessoal treinado para orientar os pacientes. Os bons laboratórios também fornecem para as farmácias partes secas de plantas, das quais o próprio paciente extrai os princípios ativos. Existem três principais métodos de extração, dependendo da parte da planta: infusão, decocção e maceração.




DECOCÇÃO
PARA CASCAS, RAÍZES E SEMENTES

Fazer uma decocção é ferver as partes duras por 5 a 7 minutos e depois deixar amornar tampado antes de coar. Um exemplo é o chá de cascas de pau-ferro (Caesalpinia ferrea), que trata diabetes e reumatismo: ferva 2 colheres (sopa) de cascas picadas em 1 copo americano de água por 5 minutos, deixe amornar tampado e coe. Tome 2 xícaras (chá) ao dia.



INFUSÃO
PARA FOLHAS, FLORES E FRUTOS

Consiste em verter água fervente sobre a planta (à esq.) e deixar amornar tampado antes de coar. Um exemplo é o chá das folhas de maracujá (Passiflora edulis e variedades): despeje 1 xícara (chá) de água fervente sobre 2 colheres (sopa) de folhas. Tome à noite, para nervosismo e insônia.

MACERAÇÃO
PARA INGREDIENTES QUE NÃO SE PODE AQUECER
Algumas plantas perdem seus princípios ativos quando aquecidas. Por isso devem ficar só de molho. Um exemplo é a maceração de raízes de embaúba (Cecropia glaziovix) para tratar bronquite: lave, descasque e pique meia xícara (chá) de raízes e deixe de molho em meio litro de água por uma noite. Coe e tome três xícaras ao dia.

PRESSÃO ALTA: O QUE FAZER PARA PREVENIR E TRATAR


Nossa pressão arterial é resultado do movimento de contração do coração (sístole), que manda o sangue para todo o corpo, e do relaxamento do coração (diástole), que faz o sangue voltar para o coração. É bom medir a pressão sempre. Numa pessoa normal, a pressão não passa de 120 milímetros de mercúrio na sístole por 80 na diástole: 120/80 (ou 12/8). Acima dessas medidas a pessoa precisa tratar-se com médico. Acima de 200 deve procurar posto de urgência.
A pressão alta pode não ser percebida, mas danifica veias e artérias e com o tempo provoca trombose, cegueira, lesão nos rins, ataque cardíaco e derrame. Evite sal e adoçantes (têm sódio). Se também tiver diabetes ou colesterol altos, redobre os cuidados.

ALIMENTAÇÃO
CONTROLAR A COMIDA AJUDA PROBLEMAS
Quem tem pressão alta deve cortar ou diminuir muito o sal, enlatados, embutidos, frituras, álcool, açú¬car refinado, massas, pão, adoçantes. Comer à vontade legumes, verduras e frutas. Em quantidades mais restritas, é bom consumir também arroz integral e outros grãos como lentilhas e soja, além de peixe (2 dias por semana no mínimo), carnes magras e frango.

RAUVÓLFIA
AJUDA A BAIXAR A PRESSÃO


A Rauwolfia serpentina tem reserpina, um potente hipotensor. Ferva 1 colher (sopa) de raízes picadas em 1 xícara (chá) de água por 5 minutos. Na primeira semana, tome 1 xícara a cada noite. No final, meça a pressão. Se ainda estiver alta, tome 2 xícaras por dia (à tarde e à noite). Meça a pressão. Se não baixar, consulte um médico, pois pode ser necessário conjugar com outro remédio.


GUIA VERDE
LIVRO REÚNE MAIS DE 5 MIL RECEITAS

O livro As Plantas da Saúde, escrito pelo autor deste blog, acaba de ser lançado em sua quarta edição revista, com mais de 5 mil receitas. Custa R$ 28,40 e pode ser comprado nas Livrarias Paulinas, pelo site www.paulinas.org.br ou pelo telefone 0800-701-0081.

ERVAS
PLANTAS QUE BAIXAM A PRESSÃO E COMBATEM NERVOSISMO
Muitas plantas servem para tratar pressão alta, como chás de alho, cratego ou rauvólfia. Como a tensão nervosa também causa o problema, vale usar raízes de valeriana (Valeriana officinalis) à noite: despeje 1 xícara (chá) de água fervendo em 1 colher (sopa) de raízes picadas, deixe amornar tampado.

CRATEGO
BOM CONTRA HIPERTESÃO, BOM PARA O CORAÇÃO
Além de hipertensão mais severa, o cratego (Crataegus oxyacantha) trata também os cardíacos. Despeje 1 xícara (chá) de água fervendo sobre 1 colher (sopa) de flores picadas, deixe amornar tampado e tome 3 xícaras ao dia. Age como tônico para as veias e o coração.

DIABETES: NÃO DEIXE QUE O AÇÚCAR TE ENVENENE
Os carboidratos (massas, pães) e açúcares que ingerimos precisam se transfor¬mar numa substância chamada glicogênio para serem aproveitados pelo organismo, que assim os converte em energia. Essa transformação ocorre pela ação da insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas.
Numa pes¬soa normal, a dose de açúcar é entre 80 e 120 miligramas nos exames de san¬gue. Se estiver acima desses índices, a pessoa tem diabetes e deve tratar-se com um médico. A doença causa lesões nas veias e artérias, provocando problemas cardíacos, trombose e outras doenças. O tratamento inclui cuidar da alimentação (cortar açúcar, massas) e ter atividade física. As plantas podem ajudar.


DIABETES TIPO 1
QUANDO A DOENÇA SURGE NA INFÂNCIA
Existem duas formas de diabetes: a tipo 1, que geralmente aparece na infância e resulta de fatores autoimunes: as células brancas atacam e matam as células do pâncreas produtoras de insulina. A pessoa então precisa tomar injeções desse hormônio e o tratamento se estende por toda a vida. Chás de plantas aliviam o problema. O diabetes tipo 2 em geral não precisa de insulina.


TIPO 2
QUANDO O PROBLEMA APARECE NO ADULTO
Já o segundo tipo de diabetes, o tipo 2, geralmente ocorre em adultos e depende de fatores como obesidade, alimentação inadequada, vida sedentária ou maus hábitos, como tabagismo. Nesse caso a insulina produzida pelo organismo não consegue reagir com a glicose e não a transforma em glicogênio. Um médico deve ser consultado. As plantas costumam funcionar bem.

PATA-DE-VACA
CHÁ DE FOLHAS PARA DIMINUIR GLICEMIA

Os diabéticos devem tomar chás de plantas como pata-de-vaca (Bauhinia forficata e variedades): ferva 2 colheres (sopa) de folhas secas picadas em 1 xícara (chá) de água, deixe amornar tampado e tome 3 xícaras ao dia, entre as refeições.

JAMBOLÃO
FRUTOS TRATAM DIABETES

Triture as sementes secas no liquidificador até virarem pó. Misture 1 colher (sopa) rasa desse pó em meio copo americano de água e tome pela manhã em jejum. Se não tiver sementes, use folhas secas: 1 xícara (chá) de água fervendo em 1 colher (sopa).


INSULINA VEGETAL
DIMINUI AS TAXAS DE AÇÚCAR

Além de hipoglicemiante, insulina vegetal (Cissus sicyoides) também diminui a pressão e fortalece as artérias. Despeje 1 xícara (chá) de água fervente sobre 2 colheres (sopa) rasas de folhas secas picadas, deixe amornar tampado. Tome 3 xícaras (chá) ao dia.

COLESTEROL: COMO EVITAR QUE
VIRE UMA “GORDURA DO MAL”

O colesterol é uma gordura que forma as paredes das nossas células e alguns hormônios, mas que não pode estar em excesso no sangue, pois aí entope veias, causando enfartes e derrames. Cerca de 70% do colesterol de que precisamos é produzido pelo nosso fígado, os outros 30% nos chegam pela alimentação.
O colesterol está presente na gordura dos animais da terra e do ar e em alguns do mar, como camarões. As gorduras dos peixes são mais saudáveis porque têm ômega 3, diluidor de colesterol.
O colesterol se divide em dois tipos, um ‘do mal’, o LDL (sigla de low density lipoprotein), que é de baixa densidade e adere às artérias, e um ‘do bem’, o HDL (high density lipoprotein), de alta densidade, que dilui o mau colesterol.

ÍNDICES IDEAIS
QUAIS AS TAXAS SAUDÁVEIS?
Os índices ideais de colesterol global são de até 200 mg em 100 ml de sangue. Taxas superiores a 240 mg de colesterol total indicam problema. Os índices específicos ideais são de acima de 35 mg de HDL e de até 130 mg de LDL. Quem tem colesterol alto deve cortar gorduras e alimentos com colesterol. E há casos em que só cortar gorduras não resolve e a pessoa tem de tomar remédios como estatinas, a critério médico.

ENFRENTE O INIMIGO
BERINJELA COM SUCO DE LARANJA DE MANHÃ


Quem tem colesterol alto deve evitar gorduras animais, leite integral, laticínios, ovos, embutidos, caldos de carnes, frituras. É bom substituir manteiga por margarina sem gordura trans e com fitosteróis. Fibras são uma boa pedida porque varrem o colesterol dos intestinos. Experimente laranja com berinjela: bata no liquidificador ½ berinjela cortada em pedaços em ½ copo de suco de laranja. Tome todas as manhãs.


ABACATE
FOLHAS SECAS COMBATEM COLESTEROL

O caroço trata diarréia e contusões. O óleo da polpa dilui o colesterol. Temperada com sal e orégano, a polpa substitui manteiga. As folhas secas (as verdes são tóxicas) cortam colesterol: ferva 1 colher (sopa) de folhas picadas em 1 xícara (chá de água) por 5 minutos. Amorne tampado e coe. Tome 2 xícaras/dia.


ÓLEO FEITO EM CASA
COMO EXTRAIR A GORDURA DO ABACATE


Bata 1 xícara (chá) de polpa picada com 1 xícara (chá) de óleo de canola no liquidificador. Coloque em outro recipiente sobre um pano e aqueça em banho-maria (até 60º C) por 8 minutos. Amorne destampado para evaporar a água. Coe em coador de café. Tempere saladas. Use também na pele, para combater secura.

OUTROS CHÁS
ALHO E OUTRAS ERVAS ANTICOLESTEROL

Ferva 1 dente de alho picado em 1 xícara de água e tome 3 vezes ao dia. Tome também chá de chá verde, folhas de alcachofra, carqueja, jambolão, e raízes de salsaparrilha. Despeje 1 xícara (chá) de água fervente em 2 colheres (sopa) de qualquer desses ingredientes picados, amorne tampado e tome 2 xícaras/dia.

OLHOS, OUVIDOS E NARIZ. QUE PLANTAS USAR?


Inflamação e infecção por micróbios são os principais problemas desses três órgãos. Para evitá-los o importante é a higiene. O nariz corre menos risco de ter sinusite ou rinite se a boca estiver bem tratada, com dentes sempre escovados e tratados. Os olhos não devem ser coçados com as mãos.
Reunimos nesta coluna as plantas que o povo mais usa para tratar olhos, ouvidos e nariz: manjericão, arruda, guaçatonga, camomila, eucalipto, rosa e buchinha. Fazemos restrições a duas delas: não tomar sol depois de aplicar arruda (é fotossensibilizante) e sempre acompanhar com médico, fitoterapeuta ou profissional de saúde o uso da buchinha, que pode causar hemorragias em pessoas sensíveis.


CONTRA O TERÇOL,
USE MANJERICÃO E MALVA

Para amadurecer esse furúnculo na pálpebra aplique suco de folhas de manjericão (Ocimum basilicum, foto acima): esprema folhas numa gaze e aplique sobre a lesão. Para cicatrizar aplique compressas com chá de malva (Malva sylvestris): verta 1 xícara (chá) de água fervente sobre 1 colher (sopa) de folhas e flores picadas, deixe amornar tampado, coe e embeba em gaze.

DOR DE OUVIDO?
USE ARRUDA OU GUAÇATONGA

A farmacêutica Maria Helena Panizza indica duas plantas. Arruda (Ruta graveolens): amasse um galho numa colher de sopa, coloque um pouco de óleo de cozinha e esquente com fósforo. Coe e pingue 2 gotas a cada 2 horas, morno. Guaçatonga (Casearia sylvestris): misture 1 colher chá de tintura com mesma medida de óleo e pingue 1 gota a cada 2 horas. Limpe com lenço.

BUCHINHA-DO-NORTE
INALAÇÕES POPULARES CONTRA SINUSITE

Ferva meio fruto seco da Luffa operculata, sem pele e sem sementes, em 1 litro de água. Inale os vapores. Ferva mais 15 minutos, amorne tampado, coe e misture 1 colher (sopa) cheia de sal. Pingue até 2 gotas em cada narina a cada 4 horas. Não use se doer a cabeça ou a garganta. Acompanhe o tratamento com médico fitoterapeuta, pois os vapores são corrosivos e a planta é perigosa, apesar de muita gente ter se curado de sinusite com ela. Pode ter efeitos colaterais.




NARIZ
EUCALIPTO OU ARRUDA CONTRA IRRITAÇÃO DA MUCOSA

Trate nariz entupido com inalação de eucalipto (Eucaliptus globulus): ferva 2 xícaras de folhas picadas em 1 litro de água e inale os vapores. Ou inale chá de arruda (2 colheres de sopa de folhas picadas em água fervendo). Esse chá serve ainda para tratar conjuntivite ocular. Pingue soro fisiológico.

OLHEIRAS?
FAÇA COMPRESSAS COM CAMOMILA

Para evitar que a pele sob os olhos fique escura e inchada, aplique compressas de camomila (Matricaria chamomilla): despeje 1 xícara (chá) de água fervente sobre 2 colheres (sopa) ou 2 saquinhos de flores secas, deixe amornar tampado. Coe e aplique em compressas.

BOCA E GARGANTA SÃO NOSSOS TERMÔMETROS IMUNOLÓGICOS

As mucosas da boca e da garganta são termômetros do nosso estado imunológico. Quando estamos estressados, deprimidos ou nossas células de defesa não funcionam bem, surgem problemas como sapinho na boca (manchas esbranquiçadas e doloridas) e dor de garganta. Se o sapinho for acompanhado de febre ou inchaço no pescoço, axilas ou virilhas, a pessoa deve consultar um médico.
Outro problema é a dor de garganta (inflamação das amígdalas, duas glândulas que ficam no pescoço). Além das plantas medicinais, vários procedimentos caseiros são usados contra esses problemas. Mas, ao contrário de nossos avós, nunca pincele a garganta, para não espalhar a infecção. O certo é pulverizar.


SAPINHO
BICARBONATO DE SÓDIO OU ZEDOÁRIA PARA CURAR

Para tratar sapinho (candidíase oral), a farmacêutica Maria Helena Panizza recomenda fazer gargarejos de bicarbonato, com 1 xícara (chá) de água morna e 1 colher (sopa) rasa de bicarbonato de sódio. Mais forte é o bochecho de raízes de zedoária (Curcuma zedoaria): ferva, por 3 minutos, 2 colheres (sopa) de raízes picadas em 1 xícara (chá) de água, deixe amornar.


AMIGDALITE
GARGANTA DOLORIDA? GUAATONGA NELA!
Dor de garganta? Experimente gargarejo de água morna, sal e limão. Podem ainda fazer gargarejos de guaçatonga (Casearia sylvestris): ferva 10 folhas secas em meio litro de água por 5 minutos e amorne tampado. Se tiver tintura de guaçatonga, pingue 10 gotas da tintura em 1 copo de água morna para fazer os gargarejos. Outras plantas indicadas: malva, pétalas de calêndula.


EUCALIPTO
INALAÇÕES PARA TRATAR GARGANTA INFLAMADA
Também ajudam a tratar dor de garganta as inalações de eucalipto (Eucaliptus globulus): aqueça 2 xícaras de chá de folhas picadas em 1 litro de água. Quando levantar fervura, aspire os vapores. Melhora efeito dos gargarejos com as outras plantas, como guaçatonga, malva ou calêndula.



GARGAREJOS
SUCO DE LIMÃO OU AGUA OXIGENADA PARA GARGANTA INFLAMADA

Uma receita muito popular é limão com açúcar: meio limão e 2 colheres (sopa) cheias de açúcar em 1 copo americano de água. Misture e faça gargarejos. Também costumam funcionar os gargarejos de água oxigenada: 1 xícara (café) e 1 colher (café) de sal para cada xícara (chá) de água morna.

COMPRESSAS
COMPRESSAS QUENTES CONTRA GARGANTA DOLORIDA

Uma técnica caseira que aumenta a irrigação na área da garganta são as compressas de água quente ou bolsa de água quente em temperatura não muito elevada. Evite tomar vento depois. E, em todos os casos, evite coisas geladas (água, refrigerante, sorvete...).

PROBLEMAS PULMONARES, ASMA E BRONQUITE: APELE PARA AS PLANTAS!

A asma é uma inflamação dos pulmões causada por fundo alérgico. Geralmente surge na infância, mas pode aparecer em adultos. É importante evitar poeira, tapetes e cortinas. Já a bronquite é uma inflamação dos brônquios causada principalmente por vírus e bactérias.
O inverno predispõe a esses problemas porque as pessoas se concentram em lugares fechados. As baixas temperaturas também agridem as mucosas das vias respiratórias.
O farmacêutico Sérgio Panizza, presidente do Conselho Brasileiro de Fitoterapia (Conbrafito) explica que muitas plantas podem ajudar em todos esses casos, aliviando sintomas e até resolvendo as causas. Reveze a planta para achar a mais adequada a seu caso. Algumas tem ação bactericida, outras reforçam o sistema imunológico contra vírus. Beba muita água e lave as mãos com freqüência.
E o fundamental: sempre acompanhe o problema com médico, pois só ele está preparado para acertar na escolha do remédio e do tratamento. Nossas companheiras plantas podem permitir a diminuição das doses e das crises.

ANTIALÉRGICOS
MENTA PARA ABRIR OS ALVÉOLOS ENTUPIDOS
Despeje 1 xícara (chá) de água fervendo em 2 colheres (sopa) de folhas frescas picadas de menta, amorne tampado e tome 3 xícaras ao dia. Em casos de asma, combinar com alimentação antialérgica, como aveia, hortelã, coco, couve, e chás como o de folha-da-fortuna: despeje 1 xícara (cha) de água fervente em 1 colher (sopa) de folha picada, amorne e coe. Tome até 3 xícaras (chá) ao dia.



ANTISSÉPTICA
ZEDOÁRIA ALIVIA MUITOS CASOS DE BRONQUITE
Tome chá de menta e nos intervalos, colheradas de zedoária, que é antisséptica: ferva 2 colheres (sopa) de raízes picadas em 1 xícara (chá) de água por 3 minutos. Amorne e coe. Adoce com mel e tome 2 colheres (sopa ) de 2 em 2 horas. Outro antibiótico é o poejo: despeje 1 xícara (chá) de água fervente em 1 colher (sopa) de galhos floridos, amorne e coe. Tome até 3 xícaras (chá) ao dia.


GENGIBRE
PRINCÍPIOS TÊM PODER DE MATAR MICRÓBIOS

Esta receita da farmacêutica Maria Helena Panizza aproveita os poderes antibióticos do gengibre: ferva por 5 minutos 2 colheres (sopa) de raiz picada em rodelas finas) numa xícara (chá) de água. Coe e beba morno, 3 vezes ao dia. “Se o gengibre é bom, imagine a zedoária, que é mais forte!”, diz Helena. Outra receita: ferva 2 pauzinhos de canela de 3 cm cada com 2 colheres (sopa) de rodelas de raiz de gengibre, amorne tampado. Tome até 3 xícaras por dia.

SÓ AS FLORES PRESTAM
SABUGUEIRO, UM SANTO REMÉDIO PARA AS VIAS RESPIRATÓRIAS
Agindo nos nossos pulmões, as flores de sabugueiro dilatam os canais (brônquios e bronquíolos), e os alveólos (balõezinhos onde o ar que respiramos é sugado pelo sangue): despeje 1 xícara (chá) de água fervente em 1 colher (sopa) de flores secas, amorne tampado, coe e tome 3 xícaras ao dia.

ANTI-INFLAMATÓRIA
ERVA-BALEEIRA PARA ACALMAR TECIDOS

Despeje 1 xícara (chá) de água fervente sobre 4 colheres (sopa) de folhas picadas (2 folhas grandes). Tome duas xícaras ao dia. Também é muito eficaz no tratamento de reumatismo úlceras e feridas. Tintura anti-reumática: macere por uma semana 30 folhas em ½ litro de álcool de cereais e 1 xícara (chá) de água destilada. Tome 1 colher café diluída em água até 2 vezes ao dia.

TOSSE, CATARRO, ENTUPIMENTO NASAL:
PULMÕES ESTÃO SENDO ATACADOS

A tosse pode ser causada por poluentes, infecção por micróbios, alergia, pode ser sintoma de problema grave, principalmente se for duradoura. Hoje em dia a medicina alcançou grande conhecimento sobre esse sintoma e os médicos têm tido muito sucesso em tratá-lo. Mas as plantas também podem ajudar. “Quem não ouviu falar em xarope de agrião, ou de gravatá ou de guaco?”, pergunta o farmacêutico Sérgio Panizza, presidente do Conselho Brasileiro de Fitoterapia (Conbrafito), que indicou as plantas desta página.
O entupimento das narinas, por sua vez, pode estar relacionado a gripes, resfriados, crises alérgicas ou de tosse. Nesse caso inalação de folhas de eucalipto ou de hortelã ou de menta pode fazer bem.


BOA E VELHA BABOSA
MAS VOCÊ SÓ DEVE USAR O CENTRO GELATINOSO DA FOLHA
A babosa solta o muco ressecado: com descascador de alimentos, descarte a parte verde da parte gorda da folha até chegar no gel. Pique. Acrescente meio litro de água fervente, em 2 colheres (sopa) de gel picado, tampe e deixe amornar. Coe e tome 3 vezes ao dia. Tempere com limão e adoçante. Para fazer aloé gelado, diluía mais e bata tudo com gelo no liquidificador sem ferver.

ASSA-PEIXE CIENTÍFICO
CIENTISTAS DESCOBRIRAM AÇÃO QUÍMICA DA PLANTA

Os cientistas descobriram que o assa-peixe realmente é expectorante porque “quebra a ponte de sulfeto do catarro”. Revelação à parte, a receita é a mesma: despeje 1 xícara (chá) de água fervente sobre 2 folhas recém-cortadas como couve em tiras finas, amorne tampado e coe. Adoce com mel e tome 3 xícaras ao dia. Pode ser misturado com abacaxi cozido.


GRAVATÁ
XAROPE CONTRA TOSSE DO TEMPO DA VOVÓ

Cozinhe três frutos maduros em pouco menos de meio litro de água por 5 minutos, amorne, coe, esprema os frutos, forme uma pasta e misture com mel ou açúcar mascavo. Os adultos podem tomar 1 colher (sopa) de 2 a 3 vezes ao dia. Crianças, metade da dose, duas vezes ao dia.



CANELA COM LEITE
RECEITA SIMPLES DE QUEM ENTENDE DO ASSUNTO
Quatro pauzinhos de canela picados fervidos 3 minutos em 1 copo de leite: esta é a receita que a farmacêutica Maria Helena Panizza dá para tosse em crianças. Ela é mãe de Sérgio e viúva do prof. Sylvio Panizza (1930-2005), mestre da fitoterapia. “Gosto de coisas simples”, diz.

GUACO
UM CHÁ QUE TAMBÉM É UM XAROPE GOSTOSO

Ferva 3 paus de canela e 8 folhas de guaco em 2 xícaras de água por 3 minutos, amorne tampado. Tome 3 xícaras ao dia, com mel. Xarope: ponha 8 colheres de açúcar no chá, ferva 5 minutos, ponha 15 gotas de própolis e 6 colheres (sopa) de mel. Tome a cada 2 horas.


GARGANTA IRRITADA? APRENDA A FAZER XAROPES COM INGREDIENTES NATURAIS

Já demos algumas receitas para vias respiratórias que combatem a tosse e continuaremos a abordar o tema hoje, com mais receitas de xaropes. Só não indicamos os xaropes que atuam no sistema nervoso, inibindo os reflexos da tosse, pois hoje se sabe que não são adequados à maior parte dos casos.
A tosse é um reflexo para que as vias respiratórias sejam limpas. Geralmente começa seca, mas depois vai ficando úmida, com catarro. É bom que o catarro seja expelido para a devida limpeza das mucosas. Por isso recomendamos xaropes que fluidificam o catarro e têm ação antibiótica sobre as mucosas das vias aéreas.
Mas é preciso tomar cuidado: catarro com cor amarelada e tosse acompanhada de febre podem indicar que a pessoa está tendo pneumonia e nesse caso precisa tratamento médico urgente, pois será necessário tomar antibióticos.


MELAGRIÃO
RECEITA DOS NOSSOS AVÓS FUNCIONA BEM

Bata no liquidificador um copo americano de pinga, 3 dentes de alho e talos de agrião. Vá acrescentando agrião até dar dois copos depois de coado. Acrescente 1 copo americano de mel, misture bem e guarde na geladeira. Tome até 4 colheres (sopa) por dia. Outra receita: bata agrião, cascas de abacaxi e 3 dentes de alho no liquidificador com um copo de pinga até dar 2 copos coado.

CASCAS CONTRA A TOSSE
RECEITA QUE VEIO DO NORDESTE

Despeje em ½ litro de água fervendo 1/3 de xícara (chá) de cada um dos seguintes ingredientes: cascas esmagadas de jatobá, de angico e de umburama-de-cheiro (no Nordeste chamada cumaru). (Para esmagar as cascas use um martelo numa tábua de carne.) Deixe ferver 5 minutos, amorne tampado. Coe e ponha para ferver com ½ kg de açúcar até ficar melado. Tome 1 colher, até 4 vezes ao dia.


BALAS DE GUACO
CONTRA TOSSE E DOR DE GARGANTA
Ferva 6 folhas grandes picadas em 1 copo americano de água. Ponha 1 colher (café) rasa de própolis em pedra picada, apague o fogo e amorne tampado. Coe e misture com 3 copos de açúcar, 1 de leite, 3 colheres (sopa) de mel, 1 colher (sopa) de manteiga, 1 colher (sopa) de farinha de trigo e 1 gema. Leve ao fogo e mexa até dar ponto de bala. Ainda quente, faça rolinhos em tábua untada e corte.

PRÓPOLIS
ABELHAS FAZEM A PARTIR DE PLANTAS
Pode ser comprado in natura (grânulos secos), ou sob a forma de tintura, balas, etc. Para fazer xarope de própolis, ferva 1/2 colher de sopa rasa do ingrediente em pó em 1 copo americano de água e acrescente aos poucos 1 copo e meio de açúcar. Ferva até ficar transparente. Tome 3 colheres (sopa) ao dia.

ABACAXI
LAMBEDOR PARA AS VIAS RESPIRATÓRIAS

Esta receita alivia a tosse e solta o catarro: esmague com um pilão 2 colheres (sopa) cheias do fruto picado. Acrescente ½ xícara de chá de água bem quente. Misture e acrescente 2 colheres (sopa) de mel e 10 gotas de tintura de própolis. Tome até 4 colheres (sopa) por dia. Outra receita: pique uma fatia de abacaxi cubra com mel e deixe repousar uma noite em recipiente tampado. Coma picado.

GRIPES E RESFRIADOS: VEJA QUAIS SÃO OS MELHORES TRATAMETOS

Gripe e resfriado são doenças diferentes, ambas causadas por vírus. A gripe é produzida por um vírus chamado Influenza, que provoca infecção aguda nas vias respiratórias. Os sintomas são febre, fraqueza, sensação de cansaço, dor de cabeça, dor muscular, tosse e dor de garganta. Existe vacina contra o vírus Influenza, mas só funciona por um ano, porque ele se modifica e não é mais detectado pelo nosso sistema imunológico. A gripe pode durar duas semanas ou mais.
Já o resfriado tem como causa outro tipo de vírus, como os rinovirus. Os sintomas são cansaço, desânimo, secreção ou entupimento nasal. Em geral não há febre ou ela é baixa. A pessoa também espirra com facilidade. O resfriado pode durar uma semana ou mais. Para tratar essas viroses é bom ter alimentação e repouso adequados e evitar o estresse.

EVITE CONTÁGIO
USE LENÇO PARA TOSSIR OU ESPIRRAR
Tanto o contágio da gripe como o dos resfriados ocorre pela infecção das vias aéreas. A respiração, a fala, tosses e espirros disseminam os vírus no ar e nas coisas. Mãos contaminadas na boca ou esfregando os olhos são portas de entrada. Por isso lave as mãos ao voltar da rua ou de lugares públicos. Para tossir e espirrar, use lenço para não disseminar saliva.


PREVENINDO
COMA BEM E TOME SUCO DE LARANJA
Nas épocas de frio em que os vírus de gripes e resfriados estão mais atuantes é bom estar bem alimentado. O ideal é fazer refeições bem divididas ao dia, com lanche leve horas depois do café da manhã, do almoço e do jantar. É bom consumir frutas que tenham vitamina C, como laranja, limão, acerola, caju. Pelo menos um suco de laranja feito na hora por dia é fundamental.

ALHO
ANTIBIÓTICOS FEITOS PELA PRÓPRIA NATUREZA

O alho tem vitaminas (A, B e C), alicina, enxofre que fortalecem o sangue e os tecidos. Sua ação é muito eficaz no aparelho respiratório. Chá da vovó: em meio litro de água, ponha para ferver 4 dentes picados de alho, 10 frutos de anis-estrelado, 4 paus de canela, 10 cravos, 2 colheres (sopa) de fatias de gengibre. Deixe ferver cinco minutos, amorne tampado. Tome quente ao longo do dia.


CULINÁRIA MEDICINAL
FORMAS AGRADÁVEIS DE COMER ALHO CRU

Para sanduíche: esmague 4 dentes de alho, misture com meio tomate picado tempere com azeite, orégano e sal. Patê: descasque e ponha de molho 1 pãozinho francês por 5 minutos. Esprema bem e misture com 6 dentes de alho esmagados, cheiro-verde picado, sal e azeite. Pode usar 2 colheres de ricota no lugar o pão.


GUINÉ
VÍRUS NA GARGANTA? GARGAREJOS NELES!
Os gargarejos com folhas de guiné são indicados para combater vírus que atacam a garganta, até os do grupo herpes, que causam mononucleose, um “estado gripal” que pode durar meses. Despeje 1 xícara (chá) de água fervendo em 2 colheres (sopa) de folhas frescas picadas. Deixe amornar tampado, misture 6 gotas de tintura de própolis e 1 colher (sopa) de mel. Faça gargarejos.

ESTADOS GRIPAIS: CANJA, LARANJA E CAMA PARA SARAR


Viroses como a gripe perduram por algum tempo até que nossas células de defesa as controlem.
A ciência comprovou que é válida a receita das nossas avós: cama, laranja e canja. A cama porque o repouso revigora, a laranja porque tem vitaminas como a C e a canja porque fortalece o sistema imunológico.
Canja da vovó: cozinhe, por 20 minutos, 1,5 kg de pés e pescoço e 4 coxas (ou 2 peitos) de frango em 2 litros de água na panela de pressão, temperando com alho, cebola e sal. Deixe esfriar, coe numa peneira, descarte os ossos, mas separe as coxas (ou peitos). Leve o caldo à geladeira. Retire a gordura da superfície. Leve o caldo ao fogo, acrescente a carne das coxas ou do peito desfiada, confira o sal. Ponha batatas e cenouras picadas e cozinhe 5 minutos. Acrescente 1 copo de arroz e ferva 20 minutos em panela semitampada. (Receita fornecida pelo empresário João Durval Leonel, que há mais de 30 anos é um divulgador da fitoterapia e da medicina natural. Juntamente com outros especialistas, como Sérgio e Maria Helena Panizza, o Leonel também forneceu outras receitas deste tópico e de outros tópicos e é uma espécie de consultor do blog.)





VARIAÇÕES DA CANJA
RECEITA BÁSICA PODE SER ENRIQUECIDA

Faça o caldo de frango da receita acima e acrescente 1 copo de fubá. Cozinhe por 15 minutos e acrescente 2 xícaras (chá) de couve picada. Para enriquecer a canja: bata dois ovos e despeje numa peneira grossa sobre o caldo fervendo. Parece macarrão e combina com fubá. É importante retirar a gordura do caldo de frango usado como base para esta receita. Ela tem muito colesterol.

OUTROS ALIMENTOS
VEJA AS VANTAGENS DO SUCO DE LARANJA

É importante tomar suco de laranja todos os dias porque a fruta tem vitaminas A, C e magnésio. Outros alimentos antigripe: acerola, agrião, alecrim, alho, beterraba, caju, canela, cebola, cebolinha, cravo-da-índia, figo, hortelã, linhaça, louro, limão, maçã, malva, mamão, manjericão, menta, mentruz, pimenta-do-reino, sálvia, tangerina, tomate.


PIMENTA-DO-REINO
AUMENTA A ENERGIA DO ORGANISMO
Ferva 1 colher de café cheia de pimenta-do-reino em grão em 1 xícara e meia de água por cinco minutos. Acrescente o suco de meio limão, coe, adoce com mel e beba 1 xícara (chá) ao dia. Mesmo nas receitas culinárias, evite usar a pimenta-do-reino moída, preferindo os grãos inteiros. A pimenta moída tem partículas fibrosas que podem irritar as paredes dos intestinos.


ORÉGANO
TEMPERO SERVE PARA FAZER INALAÇÕES
Despeje 3 colheres (sopa) rasas de orégano seco picado em meio litro de água. Quando levantar fervura, faça a inalação dos vapores, de preferência à noite, antes de dormir. Evite sair ao relento ou tomar friagem depois. Se quiser, tome uma colher de sopa de mel depois da inalação.


TOMILHO
É BOM PARA OS PULMÕES
Despeje 1 xícara (chá) de água fervendo em 1 colher (sopa) rasa de tomilho picado. Deixe amornar tampado por dez minutos. Coe e tome bem quente, duas a três vezes ao dia, adoçando com mel. Outra receita eficaz é o chá de tília: despeje 1 xícara (chá) de água quase a ponto de ferver em 1 colher (café) cheia de folhas de tília secas. Deixe amornar 5 minutos. Coe e tome bem quente.


ROUQUIDÃO: SAIBA COMO EVITAR E COMBATER


Rouquidão é a alteração da voz devida à irritação nas cordas vocais ou nas mucosas da garganta. Essa irritação pode ser provocada por vários fatores, desde gripes, resfriados e dor de garganta, até refluxo gastroesofágico (quando os sucos ácidos do estômago sobem pelas vias). As cordas vocais podem ficar irritadas depois de esforços, como gritar numa torcida esportiva. Podem também ocorrer casos de alergia. Os cigarros também são prejudiciais. Em casos mais graves, podem-se formar nódulos nas cordas vocais, que em geral precisam de solução cirúrgica. Alguns casos de rouquidão crônica podem exigir consulta a um otorrinolaringologista e pode ser necessário reeducar a voz. Mas a maioria dos casos de rouquidão pode ser tratada com repouso das cordas vocais e métodos naturais. Por isso evite falar quando sua voz estiver rouca.



CURA PELO CALOR
COMPRESSAS E INALAÇÕES PARA A GARGANTA

Se você está rouco, evite bebidas geladas e álcool. Tome bebidas quentes, como chá ou leite. Um copo de chá de gengibre ou leite quente com canela à noite terão efeito antiinflamatório. Faça inalações com água fervente e sal grosso para desinfetar e desobstruir as vias aéreas. À noite, aplique compressas quentes na garganta por 20 minutos. Evite tomar friagem depois dos tratamentos.

GUINÉ COM PRÓPOLIS
RECEITA DE QUEM TEM MUITA EXPERIÊNCIA

A farmacêutica Maria Helena Panizza, viúva do professor Sylvio Panizza (1930-2005) e continuadora de seu trabalho, indica o seguinte chá para fortalecer as cordas vocais: despeje 1 xícara (chá) de água fervente sobre 2 folhas de guiné picadas, deixe amornar tampado, pingue 7 gotas de tintura de própolis e adoce com mel. Tome, aos goles, até 3 xícaras ao dia. Tem efeito antibiótico.



XAROPE DE CEBOLA
RECEITA SIMPLES DO TEMPO DA VOVÓ

Descasque e pique três cebolas grandes e ponha para ferver em 1 litro de água com 5 paus de canela e 15 cravos. Deixe reduzir até ficar com a consistência viscosa de xarope. Ponha 6 colheres (sopa) desse xarope coado em meio copo de água morna, acrescente o suco de meio limão pequeno e adoce com 2 colheres (sopa) de mel. Beba aos goles, lentamente. Diminui a irritação das cordas vocais.

GARGAREJOS
RECEITAS COM INGREDIENTES NATURAIS

Fazer gargarejos também ajuda a combater a rouquidão. Passe uma cebola no espremedor de batata e recolha o sumo. Misture com mel. Outra dica: Ferva 1 colher (sopa) de erva-doce em 1 copo de água por 3 minutos, deixe amornar e coe. Suco de limão adoçado com mel também é útil contra inflamações.


VERBENA COM LIMÃO
PARA ACALMAR A GARGANTA IRRITADA

Tomado aos goles, este chá combate irritações nas vias aéreas. Despeje 1 xícara (chá) de água fervente em 1 colher (sopa) de folhas secas de verbena. Deixe amornar, coe e acrescente o suco de meio limão pequeno. Tome quente três vezes ao dia, bebendo aos goles. Se quiser, adoce com mel. Se a irritação for maior, acrescente 5 gotas de própolis a cada xícara do chá. Evite tomar vento.


BIBLIOGRAFIA

BALBACH, Alfons, As Frutas na Medicina Doméstica, São Paulo, Edições ‘A Edificação do Lar’ (Edel), s/d.
BALBACH, Alfons, As Hortaliças na Medicina Doméstica, São Paulo, Edições ‘A Edificação do Lar’ (Edel), s/d.
BALBACH, Alfons, As Plantas Curam, São Paulo, Edições ‘A Edificação do Lar’ (Edel), s/d.
BIAZZI, Eliza, Sucessos da Cozinha Saudável, São Paulo, Editora Tempos, 2004.
BRODY, JANE E., O Livro de Saúde do The New York Times – Como sentir-se em forma, comer melhor e viver mais, Editora Campus, Rio de Janeiro, 1999
CARPER, JEAN., Alimentos, o melhor remédio para a boa saúde, Rio de Janeiro, Editora Campus, 1995
CASCUDO, Luís Camara, História da Alimentação no Brasil, São Paulo, Editora Itatiaia/Editora da Universidade de São Paulo, 1983.
CASTELL, GEMMA SALVADOR., Larousse da Dieta e da Nutrição, Rio de Janeiro, Editora Larousse, 2004.
CORRÊA, Pio, Dicionário das Plantas Úteis no Brasil e das Exóticas Cultivadas, Rio de Janeiro, Imprensa Nacional, 1978.
CUNHA, LARA NATACCI, Diet Book – Respostas às Dúvidas mais Comuns sobre Alimentação e Saúde, São Paulo, Editora Mandarim, 1999.
DUFTY WILLIAM., Sugar Blues, Editora Ground, Rio de Janeiro, 1975
GOMES, Marcos, As Plantas da Saúde, São Paulo, Edições Paulinas, São Paulo, 4ª edição, 2010.
HIRSCH, SONIA., Manual de Bichos que Dão em Gente, Corre Cotia, Editora, Rio de Janeiro, 1999
HOEHNE., Plantas e Substâncias Vegetais Tóxicas e Medicinais, Departamento de Botânica de SP, 1978
LOBO FRANCO, Lelington, 100 Sucos com Poderes Medicinais, São Paulo, Editora Elevação, 2005.
PANIZZA, Sylvio, Plantas que Curam (Cheiro de Mato), São Paulo, Ibrasa, 1998.
PANIZZA, Sylvio e PANIZZA, Sylvio T., Ensinando a Cuidar da Saúde com as Plantas Medicinais – Guia Prático de Remédios Simples e Naturais, Rio de Janeiro, Ediouro, 2005.
RIVOLIER, CAROLINE (e outros)., Segredos e Virtudes das Plantas Medicinais, Seleções do Reader’s Digest, Lisboa, Portugal, 1986
ROTMAN, Flávio, A Cura Popular pela Comida, Rio de Janeiro, Editora Record, 10ª edição, 1986.
SAÚDE É VITAL (revista mensal), ano 11, nº 3, 1994, São Paulo, Editora Azul, 1994.
STEVENS, NAEIL., Tabela de Calorias, São Paulo, Editora Ísis, 2003.
WALZBERG, CATHARINA., 170 Receitas para Recuperação da Saúde, edição do Retiro para Recuperação da Saúde, Itapecerica da Serra, sem data
WALZBERG, CATHARINA, Você Pode Ter Saúde, Basta Querer, Rio de Janeiro, Editora Rocco, 2004.
GUIAS ESPECIAIS da revista SAÚDE É VITAL, números dedicados a Vitaminas, Chás, Curas Alternativas, São Paulo, Editora Azul, s/d.

SITES
Pesquisas genéricas: WWW.google.com.br; WWW.altavista.com; WWW.wikipedia.com.br; WWW.todafruta.com.br; pesquisas acadêmicas divulgadas na internet: WWW.google.academico.com; lattes.cnpq.br

3 comentários:

  1. Excelente post !! Estarei divulgando para amigos ! Parabéns !

    http://www.ervasmedicinaiscuram.com/

    ResponderExcluir
  2. cara nenguem vai querer visitar esse teu bog se tu ñ modificar tá muiiiiiiito pobre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO SABE LER,PROVAVELMENTE,PELA SUA ESCRITA ,JÁ DAR PARA TER UMA IDEIA !

      Excluir